JogandoRedes Sociais

Minipost | Primeiras lições em Battle Chasers: Nightwar

— Miniposts são pequenos aperitivos em forma de vídeos com pequenos textos compartilhados pelas redes sociais do Portallos. O feed (origem e ordem cronológica) destas publicações estão em nosso Instagram ou em nossa galeria no Facebook.

Battle Chasers Nightwar (clip1)

Eis um trecho de gameplay de Battle Chasers: Nightwar, lançado em 3 de outubro para Xbox One, PS4 e PC (até o final do ano sair também para Nintendo Switch). O game resgata aquela pegada dos antigos games japoneses de RPG por turno, muito famosos lá em meados da década de 90. E está todo localizado com legendas e menus em português. // – mais vídeos na galeria da página ou neste minipost (https://goo.gl/BbBuXw)

Posted by Portallos on Monday, October 9, 2017

Eis um trecho de gameplay de Battle Chasers: Nightwar, lançado em 3 de outubro para Xbox One, PS4 e PC (até o final do ano sair também para Nintendo Switch). O game resgata aquela pegada dos antigos games japoneses de RPG por turno, muito famosos lá em meados da década de 90. E está todo localizado com legendas e menus em português.

Battle Chasers Nightwar (clip2)

Não são todos, mas é muito legal que alguns dos diálogos em Battle Chasers Nightwar possuam aúdio com as vozes dos personagem. Isso certamente faz com que o jogador ganhe uma maior simpatia por eles, especialmente para quem não conheceu a antiga série em quadrinhos que deu origem ao game.

Posted by Portallos on Monday, October 9, 2017

Não são todos, mas é muito legal que alguns dos diálogos em Battle Chasers Nightwar possuam aúdio com as vozes dos personagem. Isso certamente faz com que o jogador ganhe uma maior simpatia por eles, especialmente para quem não conheceu a antiga série em quadrinhos que deu origem ao game.

Battle Chasers Nightwar (clip3)

Baús são um item sempre cobiçados em RPGs, mas em alguns games eles também podem se tornar inimigos. Battle Chasers Nightwar também brinca com essa ideia de baús repleto de dentes afiados e uma venenosa língua. E mesmo que você saiba que um baú é na verdade um inimigo, ainda assim você ficará tentado a atacá-lo, afinal ele possui itens dentro dele. E normalmente bons itens!

Posted by Portallos on Monday, October 9, 2017

Baús são um item sempre cobiçados em RPGs, mas em alguns games eles também podem se tornar inimigos. Battle Chasers Nightwar também brinca com essa ideia de baús repleto de dentes afiados e uma venenosa língua. E mesmo que você saiba que um baú é na verdade um inimigo, ainda assim você ficará tentado a atacá-lo, afinal ele possui itens dentro dele. E normalmente são bons itens!

Battle Chasers Nightwar (clip4)

Esse é aquele momento que precede o encontro com o primeiro grande chefa de Battle Chasers Nightwar. Gosto da ideia das cutscenes pontuais quando a história precisa de um pique para criar um clima em que empolga o jogador. Nesse clip dá para ver rapidamente no comecinho dele a tela de menu, onde se pode configurar equipamentos, itens e certas customizações do seu time. E dava para imaginar que viria chefe logo adiante porque ao final da masmorra (dungeon) havia um grande cristal que restaurou o HP e a minha barra de magia (mana). Quando isso acontece é porque não vem coisa boa logo adiante…

Posted by Portallos on Monday, October 9, 2017

Esse é aquele momento que precede o encontro com o primeiro grande chefa de Battle Chasers Nightwar. Gosto da ideia das cutscenes pontuais quando a história precisa de um pique para criar um clima em que empolga o jogador.

Nesse clip dá para ver rapidamente no comecinho dele a tela de menu, onde se pode configurar equipamentos, itens e certas customizações do seu time. E dava para imaginar que viria chefe logo adiante porque ao final da masmorra (dungeon) havia um grande cristal que restaurou o HP e a minha barra de magia (mana). Quando isso acontece é porque não vem coisa boa logo adiante, ou seja, hora de se preparar para a batalha mexendo nos equipamentos e etc.

Battle Chasers Nightwar (clip5)

Aqui já em confronto com o chefão da primeira masmorra. Não é difícil, mas exige atenção para ficar curando aliados, causando danos extras na HP do chefe (sangramento e quebra de defesa). É o primeiro chefe, mesmo na dificuldade mais desafiadora, ele ainda assim dá uma certa colher de chá. O segredo de um RPG é sempre matar tudo que ver pelo caminho e assim subir de nível para chegar a estes momentos e não passar nenhum aperto. Este trecho também ensina sobre a barra de explosão, um golpe especial que tem essa animação 2D irada para cada um dos membros do time. No caso acabei usando a do grandalhão que não é um ataque, mas uma magia de cura comunitária, e os grandes inimigos também possuem tal barra de explosão, então é preciso estar sempre alerta. Se a HP dos meus três personagens tivesse muito baixo teria dado Game Over. Ufa!

Posted by Portallos on Monday, October 9, 2017

Aqui já em confronto com o chefão da primeira masmorra. Não é difícil, mas exige atenção para ficar curando aliados, causando danos extras na HP do chefe (sangramento e quebra de defesa). É o primeiro chefe, mesmo na dificuldade mais desafiadora, ele ainda assim dá uma certa colher de chá. O segredo de um RPG é sempre matar tudo que ver pelo caminho e assim subir de nível para chegar a estes momentos e não passar nenhum aperto.

Este trecho também ensina sobre a barra de explosão, um golpe especial que tem essa animação 2D irada para cada um dos membros do time. No caso acabei usando a do grandalhão que não é um ataque, mas uma magia de cura comunitária, e os grandes inimigos também possuem tal barra de explosão, então é preciso estar sempre alerta. Se a HP dos meus três personagens estivesse muito baixo teria dado Game Over. Ufa!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!

Artigos relacionados

Fechar