JogandoRapidinhas

Rash, Zitz e Pimple retornam em 20 de agosto, em um novo Battletoads

Em um novo visual, título promete loucura e caos da série clássica

A revelação da data não aconteceu no último Xbox Game Showcase (sabe-se lá porque), mas veio alguns dias depois, com um novo trailer revelando não só a data, 20 de agosto, mas novos momentos do que esperar no novo Battletoads, desenvolvido sob os cuidados da Dlala Studios, com a supervisão da Rare Ltd. O título chega ao Xbox One e Windows 10, assim como também será disponibilizado no dia de seu lançamento no serviço Xbox Game Pass (que eventualmente deve-se passar a chamar apenas Game Pass).

O novo trailer apresenta novos segmentos inéditos tanto do gameplay, quanto das animações criadas para apresentar a trama do novo jogo. O humor parece casar com a proposta do novo visual, que se assemelha bastante ao estilos dos atuais desenhos animados, o que certamente deve agradar muito o público mais jovem (ainda que, imagino, uma galera das antigas ainda deva olhar com desconfiança dessa escolha artística). Já no gameplay é possível ver que o título não será somente um beat ’em up, mas também apresentará muitos segmentos de corrida de obstáculos, seja com as clássicas motocas voadores, seja fugindo em uma pena canoa, ou tendo que descer rapidamente um cenário. Ei, até segmentos em uma nave, emulando clássicos shmups (shoot ’em up) são apresentados. Parece que variedade de cenários e situações são um ponto chave do jogo, assim como também era em sua fórmula clássica.

Tenho que admitir que este novo trailer parece muito mais empolgante do que aquele trailer apresentado ano passado, quando o gameplay surgiu pela primeira vez. A sensação é que os segmentos de pancadaria estão mais fluidos e naturais, algo que a primeira vez em que o jogo foi mostrado não dava essa impressão. Além disso, ter uma variedade de gameplay fazia parte do jogo original, e se esse novo fosse apenas um jogo de briga de rua, certamente traria o mesmo sentimento do clássico.

Vale também apontar que o novo Battletoads, apesar de levar o mesmo título do clássico de 1991, não é um remake ou remaster do original. Trata-se de uma nova aventura, totalmente repensado para funcionar dentro dos padrões de jogos atuais. Seria muito difícil recriar o mundo do jogo original, que tem realmente algumas coisas muito malucas em termos de ambientações, que seria bem complicado de ganharem um contexto nos dias atuais (na minha opinião, claro).

Outro ponto bacana de apontar, é que o título não parece ter elementos procedurais, ou seja, aleatórios. O clássico também não tinha isso. Significa que os segmentos de motoca, por exemplo, serão sempre idênticos. Exigindo exatamente que os jogadores tenham que decorar os movimentos, tal qual era no original. Também é perfeito para speed runs, que precisam dessa exatidão para descobrir os meios mais rápidos de fechar o jogo em tempo recorde.

Ah, outro detalhe importante é que o título terá suporte a multiplayer (aparentemente apenas local) para até três jogadores, sendo que será possível entrar e sair das partidas a qualquer momento, sem que seja necessário reiniciar a fase caso alguém queira entrar ou sair no meio de um estágio. Soa como uma opção bem interessante que nem todo multiplayer cooperativo normalmente oferece.

Falando em bastidores, nesta semana, um outro vídeo, agora com os desenvolvedores falando sobre a criação desta nova versão, também vale a pena ser conferido. É bem interessante, assim como é possível ver novos trechos de gameplay. Segue:

Para os assinantes do Xbox Game Pass, Battletodas já está disponível para fazer o pré-load na Microsoft Store. Isso significa que você pode já deixar o jogo instalado para poder jogá-lo no dia do lançamento, sem ter que esperar pelo download (que deve ser em torno de 19GB). E é sempre bom lembrar que aqueles interessados em matar a saudade do clássico de 1991, o Battletoads original está disponível no Xbox One na coletânea Rare Replay, que também está disponível no Xbox Game Pass. Vale a pena passar raiva tentando jogar o clássico, considerado um dos jogos mais difíceis da história dos videogames.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.