EspecialJogandoRapidinhas

Anúncios da celebração dos 35 anos de Super Mario Bros

Games e eventos estão por toda a parte no Reino dos Cogumelos

A Nintendo, em 3 de setembro, quinta-feira passada, finalmente revelou seus planos para a celebração do 35º aniversário de Super Mario Bros., apresentando um Direct de 16 minutos com diversos anúncios envolvendo Mario & Cia. O retorno de jogos clássicos, novos produtos (que talvez não veremos no Brasil oficialmente) e eventos relacionados as celebrações em diversos jogos do Nintendo Switch. Para quem deixou passar algum detalhes, vamos rever rapidamente tudo que foi apresentado.

Antes de conferir o que foi anunciado, talvez seja interessante mencionar o que não foi anunciado: um novo jogo convencional da série Super Mario. Nada de um Super Mario Odyssey 2, ou qualquer outra aventura 3D. Nada de um New Super Mario Bros. inédito. Novos jogos, pelo menos para este momento, não estão prontos para serem revelados. A última aventura inédita fica mesmo por conta do recém Paper Mario: The Origami King.

Da realidade aumentada para um olhar das antigas

Entrando nos anúncios, há também dois deles que dificilmente imagino sendo lançado originalmente no Brasil: Mario Kart Live: Home Circuit e Game & Watch: Super Mario Bros.. São produtos físicos que misturam a ideia de videogame e brinquedos eletrônico. Mario Kart Live: Home Circuit são karts reais de Mario e Luigi guiados pelo próprio Nintendo Switch como controle, em uma espécie de jogo de realidade aumentada. O carrinho está correndo pela casa, após configurado a pista no mundo real, enquanto a criança está de olho na tela do Switch que mostra sua casa, mas também outros elementos, como oponentes e itens, que são utilizados em tempo real na partida.

Este slideshow necessita de JavaScript.

É algo incrível de se ver, sem dúvida alguma. Ainda que seja meio a se refletir sobre ser uma experiência em que a criança fica vidrada em uma tela eletrônica, e não nos carros reais se movimentando pela casa. E se você apenas mapeasse sua casa e depois a tela a reproduzisse? Não teria o mesmo efeito? Imagino, entretanto, que quem está vendo a criança brinca possa se divertir olhando os carrinhos de verdade. Serão lançados dois kits do produto, um com o Kart do Mario e outro com o do Luigi. Será lançado lá fora em 16 de outubro, custando 100 dólares cada kit com um único carrinho.

Quanto ao Game & Watch: Super Mario Bros., trata-se da versão reimaginada do clássico mini-game da Nintendo, agora um controle D-Pad e rodando o clássico Super Mario Bros. e Super Mario Bros. The Lost Levels (no Japão esse título é o verdadeiro Super Mario Bros. 2). Há também o mini-game Ball, um clássico do sistema, assim como funções de relógio com a ambientação do clássico Super Mario Bros. É um produto retrô muito maneiro, para colecionador mesmo. Seu lançamento está programado para 13 de novembro, muito provável que seja um produto de tiragem limitada, e chegará custando (lá fora) 50 dólares. Um preço bem legal, na minha opinião, ainda que a cotação atual da nossa moeda para com o dólar destrua completamente essa impressão. Mas eis aí um item que gostaria de ter, só pelo colecionismo e efeito nostálgico. Certamente viraria despertador da minha cômoda.

Este slideshow necessita de JavaScript.

All Stars, reunindo todas as estrelas da casa

Dando continuidade, agora entrando mais na área de jogos em si, a Nintendo revelou o interessante Super Mario Bros. 35, uma experiência online multiplayer com o clássico Super Mario Bros. Aqui 35 jogadores competem entre si, em uma modelo muito semelhante ao Tetris 99, para quem irá sobreviver em uma espécie de speedrun até o último Mario se sobressair frente aos outros 34 Marios. O título chegará de forma digital, gratuita e exclusivamente aos membros do serviço de assinatura online da Nintendo em 1º de outubro, mas curiosamente só estará jogável até 31 de março de 2021.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Falando no serviço da assinatura online, o clássico Super Mario All-Stars, chegou (no mesmo dia do Direct) ao catálogo de títulos de SNES disponível no serviço, trazendo assim versões atualizadas em 16 bits dos clássicos Super Mario Bros., Super Mario Bros.: The Lost Levels, Super Mario Bros. 2 e Super Mario Bros. 3. Uma versão que certamente agrega muito ao serviço e é muito bem vindo para as celebrações de aniversário.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E já que mencionei a clássica coletânea do SNES que reúne os primeiros clássicos de Super Mario da era 2D, este é o momento perfeito para mencionar que a Nintendo revelou Super Mario 3D All-Stars, uma nova coletânea, desta vez reunindo três jogos do Super Mario 3D, e que chega ao Nintendo Switch agora, no dia 18 de setembro. É exatamente o anúncio que ficou meses como um rumor, mas que era muito aguardado pela comunidade fã de Super Mario. Porém nem todos os detalhes agradaram todo mundo e o anúncio parece ter dividido opiniões.

Super Mario 3D All-Stars será composto pelos jogos Super Mario 64 (Nintendo 64), Super Mario Sunshine (Nintendo GameCube) e Super Mario Galaxy (Nintendo Wii). Três gerações, três Mario que foram muito importantes aos seus respectivos consoles. Mas ao contrário do que muitos torciam, a Nintendo não fez nenhuma espécie de remasterização gráfica nestes clássicos, especialmente no caso de Super Mario 64, que já havia saído no Nintendo DS com um updade gráfico. Os jogos estão esteticamente idênticos as suas versões originais, apenas foram atualizados para televisores HD e com suporte a telas widescreen. De extra haverá um player musical para tocar toda a trilha sonora dos três games.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E é claro que vale essa reflexão sobre os gráficos datados, afinal basta ver o velo trabalho que a Nintendo fez com Zelda: Link’s Awakening ano passado, e mesmo que você não queira apelar para essa comparação, volte para o caso de Zelda: The Wind Waker, que em 2013 recebeu um relançamento em HD com melhorias gráficas realmente dignas de atenção, com novas texturas e tal. Talvez a pandemia tenha atrapalhado a ideia inicial da Nintendo? Talvez. Mas a Nintendo já trabalhou com relançamentos no passado e aprimorou visualmente seus jogos, como o próprio Zelda: Ocarina of Time (a versão do GameCube era mais bonita que a do 64, sem dúvida alguma). Soa estranho que Super Mario 3D All-Stars não vá receber algum tratamento nesse aspecto, apenas fazendo os jogos rodarem nas atuais resoluções de monitores, especialmente se for pensar que clássico Super Mario All-Stars retrabalhou graficamente os clássicos que o mesmo reunia.

Aí entra o segundo ponto incomum deste lançamento: Super Mario 3D All-Stars estará a venda por um tempo limitado, tanto em mídias físicas como no formato digital. O título sairá do catálogo da loja digital da Nintendo em 31 de março do próximo ano. Depois disso não será mais possível adquirir o jogo. Bizarro, não? Um dos motivos para ter esperado alguns dias para fazer esta publicação foi justamente para ver se algum veículo de imprensa falaria com a Nintendo de forma oficial sobre o assunto, mas até o momento nada nesse sentido ocorreu. O que muito se fala por aí é de como a Nintendo está sendo afetada pela pandemia e como essa é uma estratégia para se testar o formato do lançamento, assim como para pressionar a comunidade a comprar o jogo ainda neste ano fiscal da empresa, para fechar as contas. Seja lá o que for, é curioso tal decisão.

Um detalhe interessante a respeito de todos os títulos é que todos foram adaptados para funcionarem com os atuais controles do Nintendo Switch. Em especial o Super Mario Galaxy, que originalmente usava exaustivamente o Wiimote do Nintendo Wii. Aqui os joy-cons farão esse trabalho do Wiimote, enquanto que quando o título estiver em modo portátil, a Nintendo adaptou para que estes comandos funcionem pelo sistema de touch da tela. Parece estranho, mas é legal que exista tal opção.

Independente disso, ainda assim é uma coleção que todo mundo precisa ter. Ainda que haja aí uma falha de não reunir Super Mario Galaxy 2 na mesma (outro ponto que achei que haveria alguma declaração dos motivos para deixar de fora, mas novamente… apenas silêncio). Enfim, os três jogos reunidos na coletânea são especiais, independente de todas as contradições aqui reunidas. Super Mario Sunshine é uma obra prima injustiçada, que estava a frente de seu tempo – pra mim é um dos melhores jogos do Mario em seu universo 3D, simplesmente o adoro. Então marque na sua agenda, 18 de setembro, 60 dólares (que hoje em dia já se transformaram em 300 reais na eshop brasileira). Vale a pena? Sim, sem sombra de dúvidas. E você tem até 31 de março para adquirir, não se esqueça.

“Mario Miau”, eventos e mais produtos

Outro anúncio, tão bom quanto o de cima, e menos polêmico, foi Super Mario 3D World + Bowser’s Fury, a versão definitiva do clássico jogo para Nintendo Wii U, que era muito aguardada pelos fãs (e pela criançada, meu pequeno vive pedindo pelo jogo do Mario Miau). O jogo chega com todas as funções de multiplayer e online do original, assim como uma nova expansão Bowser’s Fury, que apenas receberá um teaser e pouco se sabe a seu respeito. Mais detalhes serão revelados mais perto de seu lançamento, que está agendado para 21 de fevereiro do próximo ano. Vamos ter que esperar mais um pouco para se ter em mãos esse tão elogiado jogo. Ah, e amiibos do Mario e da Peach com a roupa de gatinhos serão lançados para deleite dos colecionadores!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por fim, mas certamente não menos interessante, também foi anunciado uma série de eventos envolvendo os personagens do universo Mario em diversos jogos, assim como produtos licenciados (alguns destes a qual torço para que cheguem ao Brasil). A citar, Mario Kart Tour (mobile) está recebendo dois convidados especiais: Mario e Donkey Kong Jr. da versão de Mario Kart do SNES, que ficarão disponíveis até 22 de setembro. Já Super Mario Maker 2 irá receber um estágio especial chamado Ninjin Speedruns em novembro desse ano. Super Smash Bros. Ultimate terá um torneio online, próximo ao final do ano, utilizando somente lutadores, estágios e itens do universo Super Mario. Splatoon 2 receberá um evento em janeiro de 2021 ano seguindo o tema Super Mario, assim como Animal Crossing: News Horizons receberá em março itens de mobília com a temática do universo Mario.

Na parte dos produtos, vários serão lançados na loja oficial da Nintendo, que tragicamente não existe no Brasil, assim como parcerias com empresas, como um tênis da Puma, uma versão de Jenga e Monopoly da Hasbro com personagens Mario, roupas e também os já anunciados kits de Lego de Super Mario. E com tanta coisa, tanta novidade, a Nintendo também atualizou o site oficial do Mario, mostrando tudo que foi mencionado aqui, e certamente com muito mais que possa vir a ser criado. Vale ficar de olho!

Certamente é uma bela celebração de 35 anos. Mesmo que nem tudo possa ter saído como muitos desejariam. Mas é ano de pandemia, dá para se justificar. Ainda assim a Nintendo conseguiu preparar um bom número de produtos para não deixar a data passar em branco. Certamente está é uma franquia que merece tudo isso e muito mais!

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.