Assistindo

Recomendação: Community é comédia como há tempos eu não vejo! [PdS]

Community

Eu tenho um problema sério com filmes/séries de comédia: ou eu me irrito ou me sinto frustrado por não conseguir achar graça nas situações cômicas. A série queridinha do momento The Big Bang Theory, eu só fui capaz de assistir alguns episódios da primeira temporada antes de desistir dela, os personagens simplismente me irritavam mais que me divertiam. A situação é ainda pior com filmes, são poucos os representantes do gênero que me agradam e geralmente são os britânicos. Mas isso não me impede de curtir uma ou outra baboseira de vez em quando, morro de rir com o filme Jimmy Bolha e me apaixonei por essa nova série da NBC, Community.

Community: Ano 1. Teve exibido o seu último episódio (Pascal’s Triangle Revisited) no dia 20 de Maio.

Enquanto isso no Brasil: Community é exibido por aqui pelo canal pago Sony, toda quinta-feira às 22h30 (com reprises na sexta, sábado e domingo). Atualmente o canal está com um atraso de oito episódios em relação aos episódios americanos, ou seja, o último exibido foi o 1×17 – Physical Education.

Não conhece o Papo de Série? Basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, a gente conversa mais.

Basta dizer que Community já nasceu em berço de ouro, pois ela foi criada pelas mesmas pessoas responsáveis por séries como Scrubs e The Sarah Silverman Program. Sabendo disso dá pra ter uma idéia melhor do tipo de humor que a série possui: non-sense e humor negro. Se você se ofende facilmente com piadas desse tipo, então essa não é a sitcom para você, pois constantemente surgem situações que vão totalmente contra a cartilha da boa vizinhança. Outro grande trunfo da série é saber usar de todos os clichês possíveis e fazer piadas em cima deles. Basta ver os personagens para entender bem o que quero dizer.

Community

Temos Jeff Winger (Joel McHale) um advogado com o diploma revogado, Shirley Bennet (Yvette Nicole Brown) uma divorciada mãe de dois filhos, Troy Barnes (Donald Glover) um ex-astro do colegial, Annie Edson (Alison Brie) uma nerd que já foi viciada em pílulas, Pierce Hawthorne (Chevy Chase) um preconceituoso senhor de meia-idade, Britta Perry (Gillian Jacobs) uma ativista que não tem idéia do que quer da vida e Abed Nadir (Danny Pudi) um cara apaixonado por televisão. Todos eles acabam se juntando por acaso em grupo de estudos de Espanhol, matéria que é lecionada por Señor Chang, um dos personagens mais bizarros da série.

Aliás, bizarro resume bem os acontecimentos da série, que vão do sem sentido ao absurdo total. Como quando Jeff e o professor de Educação Física jogam sinuca apenas de cueca ou o épico episódio onde um simples jogo de paintball se torna uma guerra sem precedentes. Esses momentos bizarros são interlacados com diálogos rápidos, afiados e repletos de referências à cultura pop norte-americana (lembra muito de Gilmore Girls). Abed e a sua obsessão por televisão e cinema já se tornou o meu personagem favorito, sempre citando shows e filmes para fechar um argumento. Confesso que em algumas vezes fico perdido nas referências que ele faz, mas na maior parte ele cita apenas eventos recentes.

Os mais antigos devem reconhecer o nome Chevy Chase, mas para quem não sabe, Chase fez um enorme sucesso nos anos 80 sempre estrelando filmes de comédia, como Golpe Sujo e Clube dos Pilantras. Nos últimos anos, ele foi criticado por fazer algumas escolhas de filmes bem duvidosas e acabou meio esquecido. Mas eis que ele ressurge como Pierce Hawthorne e consegue dar a volta por cima, alguns críticos chegaram ao absurdo de dizer que este é o melhor papel de sua carreira. Não chego a concordar, mas o papel dele na série é simplismente hilário, Pierce já foi casado por sete vezes, é prepotente, racista, homofóbico e é sempre o alvo de piadas do grupo por conta de seus comentários sarcásticos.

Uma curiosidade é que Dan Harmon (um dos criadores da série) tirou inspiração da sua vida para criar o argumento do show. Ele próprio estudou na faculdade comunitária de Greendale e também tinha um grupo de estudos de Espanhol com pessoas que inspiraram os personagens da série. Alilás, Community foi tão bem recebida, que a primeira temporada teria apenas 22 episódios, mas vendo a boa audiência da série a emissora acabou encomendando mais três episódios adicionais. A segunda temporada já está confirmada! Fica a dica então pra quem curte uma comédia absurda repleta de humor negro e referências à cultura pop, Community é a sua praia!

Isso também pode lhe interessar

Theo Medeiros

Cinéfilo, gamer, adorador de música e entusiasta tecnológico. Acha que Nescau é melhor que Toddy e que bacon é a oitava maravilha do mundo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.