Japão

Quer uma aula de expressões faciais? Peça ajuda a um robô! [Tecnologia]

Eu... Robô!

Estava eu, vadiando pela rede, quando me deparei com o vídeo abaixo e… MINHA NOSSA! Que os japoneses estão bem avançados na criação de robôs, disso nós já sabemos, tanto é que por lá sempre rolam eventos onde o pessoal compete criando diversas engenhocas, todas fruto de um árduo trabalho envolvendo lógica e programação. Da última vez que ouvi falar sobre robôs japoneses, os caras estavam pesquisando um modo de criar um material com o qual o robô sentisse sensibilidade nas mãos, eu não sei onde vamos parar, ás vezes fico pensando se tanto avanço tecnológico está fazendo bem a humanidade, é muita tecnologia, mas quase nada dela  está a serviço da preservação do nosso planeta, que dia após dia segue morrendo. Será que  um dia todo esse avanço tecnológico vai nos salvar da nossa própria ruína?

Que coisa assustadora, eu ainda não tinha visto nada igual a isso, no vídeo a dama de ferro (trocadilho horrível) não só fala, como também imita as expressões feitas pelas pessoas que ela observa, bem como seus movimentos. Já pensou encontrar um desses?  Será que rolaria uma conversa decente? Acho que o robô teria de observar e armazenar  muitas situações para chegar a isso. Me impressionei demais quando vi e não pude evitar pensar naqueles filmes, onde a teoria de uma futura conspiração de robôs contra os humanos se torna realidade, é bom que esses japoneses saibam o que estão fazendo. Acha que viajei demais? Não sei não,  acho que  não vai demorar muito e daqui a algum tempo as pessoas vão estar chamando um robô de amigo, e cada pessoa vai ter um em casa à mercê de suas excentricidades ou não, imagine as possibilidades (e não pense besteira).

Segundo o site da Gizmodo Brasil, o robô chama-se Actroid-F e foi criado pelo robolicista Hiroshi Ishiguro, o robô estará presente em hospitais japoneses em breve, monitorando pacientes e suas reações (eu que não iria quer ter esse tipo de compania).

Já pensou você chegar no ônibus e sentar do lado de uma peça dessas? Eu nunca iria descobrir que era um robô, e você?

Fonte: Gizmodo Brasil

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.