Conversa de MangáJapão

Toriko 329 | Excited Chefs!!

toriko 329c

Este texto contém spoilers do mangá até o capítulo 329!

Existiu um momento no final do arco de Pair que me desagradou a forma como o autor resolveu conduzir a sua narrativa. Espero que esse momento tenha sido passageiro.

O caso é que ao final do arco o autor decidiu separar o grupo de protagonistas do mangá, enviando-os a vários locais simultaneamente para colher os tais pratos lendários de Acácia, sendo que até então Toriko & cia estavam atrás dos pratos juntos, um de cada vez.

No momento em que esse plot foi apresentado achei que o mangá estava correndo o risco de ser cancelado e o autor se viu obrigado a correr com a trama para conseguir terminar a história principal do mangá de alguma maneira. Eu não sei exatamente o que ocorreu editorialmente, mas a julgar pelos capítulos seguintes, não me parece este o caso. Ufa!

Mesmo assim existe um ponto na qual ainda não sei identificar que me parece que Toriko perdeu um pouco do pique que vinha tendo no começo dessa nova fase do Mundo Gourmet. E talvez a ruptura tenha realmente acontecido ao final do arco de Pair.

O começo do arco, com a urgência em salvar a vida do Komatsu e todo o treinamento proporcionado pelo Rei Macaco estava divertido. A batalha final do arco também não me apresentou problemas. Acho que tudo virou baderna quando o autor resolveu trazer uma penca de personagens para se juntar ao grupo de Toriko e assim dividir o time protagonista em busca dos pratos de Acácia.

Não que eu não curta alguns dos Chefs que retornam e que estão participando deste início do arco de Another com o Komatsu, só acho que eles não são tão incríveis assim para se manterem nesse status de co-protagonistas por muito tempo. Me parece um tipo de fanservice desnecessário, ainda que entenda que um arco atrás de outro apenas com time de 5 estrelas do mangá acabasse eventualmente ficando batido. Só que ao invés de reciclar personagens, por que não criar novos? Um bom exemplo foi com os personagens criados na saga de Air, em especial o Mappy. Eu queria um pouco mais disso, ao invés de trazer novamente os Chefs do mundo humano.

toriko 329d

Enfim, comentando um pouco a aventura aqui do episódio 329, não deixa de ser impressionante o quão longe o autor consegue ser para inventar novas maneiras de ver chefs cozinhando no mundo gourmet, tal como novos ingredientes. Sempre tem aquele clima bem semelhante de outros mangás como One Piece, ilha nova, tudo novo.

Admito que apesar dos pesares, estou um pouco curioso quanto a situação do Komatsu e do que ele terá que fazer para conseguir Another, que se encontra no mundo das almas ou algo assim. Isso só prova que Toriko é tão maluco que vale tudo, até mesmo um ser cósmico que irá devorar o planeta deles. Parece galhofa e imbecil fazer isso num universo tão bacana quanto Toriko se tornou, porém aí eu penso que na Marvel, do outro lado do globo tem um tal de Galácticos que também devora planetas…

Quanto aos secundários acabei ficando meio emocionado com a história da Chiyo-san, que perdeu o filho e só quer vê-lo comer a sua comida, mesmo que isso signifique que ela morra no processo de colheita da Another. Acho que ela vai ser parte importante do arco e realmente acho que ela irá se sacrificar no fim para que todos voltem a salvo de seja lá aonde terão que ir.

Toriko é um mangá legal no fim do dia. Pena que ele tenha um nível absurdo de maluquices que as fazes parecem expandir mais do que necessário seu universo, além dos recursos que o autor as vezes precisa recorrer para se manter dentro dos padrões de um mangá shonen. E é curioso que eu queira apenas ler a aventura do momento do que ver para onde a história vai me levar quando terminar. Não é sobre o fim, mas sobre a jornada que me mantém lendo Toriko.

toriko 329b

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios