Conversa de MangáJapãoLendo

Boku no Hero Academia 55-56 | The Conclusion

Texto com spoilers do mangá até o capítulo 56!
Quer conhecer mais Boku no Hero Academia? Veja este link e este aqui!
Perdeu o CDM anterior? Aqui: Boku no Hero Academia 51~54!

Ah que delícia acompanhar um mangá novíssimo cheio de vigor e com arcos tão tensos e emocionantes, não? Boku no Hero Academia está sensacional, e parece que vai crescendo numa espiral que não tenho nem como imaginar aonde é que tudo isso vai dar.

Adorei ver os garotos realmente detonando o Stain, eu realmente tinha minhas dúvidas se eles conseguiram acabar de vez com o Assassino de Heróis sem a supervisão de um adulto vindo ao auxílio no último segundo. De fato a ajuda chegou, mas a luta já tinha terminado.

Mas o capítulo 55 conseguiu gelar a minha alma quando aquele Noumu aparece do nada e pega o Midoriya. Caraca por alguns segundos eu achei que o autor iria tirar o protagonista de cena e fazer alguma espécie de arco resgate. Afinal essa coisa do sequestro e resgate é um dos clichês do gênero. Fiquei ainda mais surpreso quando o Stain do nada entra em modo Berserker e mata sem piscar o Noumu. Que isso!

boku-no-hero-academia-56-c

Esse vilão foi um dos mais sinistros que vi em mangá nestes últimos anos. Acho que o último cara assim que vi num mangá foi o Akainu quando ele mata o Ace ou o próprio Barba Negra que vai crescendo cada vez que aparece em One Piece. Fazia muito tempo que não via um vilão tão sinistro, mas que ainda assim soasse tão maneiro. Pare a leitura deste texto agora, fique em pé e dê uma salva de palmas para o Kohei Horikoshi, autor do mangá. O cara tá de parabéns.

E que tenso essa coisa dele ficar alucinado, simplesmente querendo enfrentar todo mundo e dizendo que iria matar todos. O recuou que todo mundo deu ali também mostrou que a coisa não era brincadeira, não. Quando é que a gente vê heróis nesse recuo de medo do vilão? É foda sim.

boku-no-hero-academia-56-a

Bem, porém aqui já estamos no capítulo 56, e na conclusão do arco. E a coisa tá tão alucinada, o mangá deve estar numa fase tão boa no Japão que o autor nem precisou dar um gancho para o próximo capítulo. Ficou um ar muito bom de conclusão de arco literalmente.

Gostei dos diálogos no hospital com o xerife cara de cachorro, hahaha, e ficou muito bem o traço do personagem. O desenho de um cão no corpo de um ser humano ficou impressionante mesmo. Achei condizente a decisão alias, dos meninos não divulgarem nada, até mesmo para não se questionarem a competência dos órgãos de proteção da sociedade e dos próprios heróis oficiais, enquanto os supervisores serão punidos (me pareceu mais como se fossem tomar um puxão de orelha. O Gran Torino realmente não demonstrou qualquer preocupação com isso). Foi legal o Todoroki levantando a voz e vindo com expressões como “latindo” para o delegado Tsuragamae (eita nome, repita em voz alta três vezes pra decorar).

E há ainda um outro elemento em Boku no Hero Academia que me instiga muito, que é o fato de como se tudo que está sendo mostrado no mangá já teria acontecido. O Midoriya está narrando tudo de um futuro que não se sabe qual é. Esse elemento dele contando a história aconteceu novamente no final desse arco, mas já acontece desde o primeiro capítulo. Não é frequente, mas eu gosto quando aparece esse Midoriya do futuro com alguma observação que não fica necessariamente implícito apenas pela narrativa do contexto da história. Não significa que ele está necessariamente narrando do final de tudo, mas de algum ponto além do que está sendo mostrado. Eu gosto bastante dessa inserção ao invés de apenas colocar um narrador padrão explicando algo que se passa na cabeça do personagem.

Bem, fica de novo a minha satisfação com Boku no Hero Academia. Quem ainda não começou a ler, está perdendo um ótimo mangá. Eu já sonho em ver tudo isso em um animê, além de que certamente compraria o mangá caso a Panini ou a JBC o traga para o Brasil eventualmente, independente de o acompanhar online. E por hoje é isso que tenho a dizer!

boku-no-hero-academia-56-b

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.