Rapidinhas

Knights of Sidonia agora só em livrarias e lojas especializadas, não o procure em bancas!

A Editora JBC soltou uma nota para imprensa ontem a respeito do mangá Knights of Sidonia, pedindo para que os veículos repassassem a notícia de que a obra do mangaká Tsutomu Nihei está, desde o volume 8, sendo distribuído apenas para lojas especializadas e livrarias. Bancas convencionais de revistas não estão mais recebendo o mangá.

A justificativa para tal decisão vem do fato de que com esse modelo o título passa a ficar mais tempo à venda, não precisando seguir as regras de recolhimento das bancas, além de criar mais meios de pagamento facilitado e promoções através da distribuição especializada.

Imagino que faça sentido, já que não se pode deixar de lembrar que apesar de muitas livrarias já venderem o mangá, se ele ainda era categorizado como um título de banca, sendo que muitas livrarias também possuem uma área de banca e obedecem dessa forma as regras desse meio de distribuição, realmente Knights of Sidonia poderia sofrer deste problema de recolhimento mais veloz.

Claro que não deixa de ser chato essa burocracia de que não pode haver dois meios, duas medidas. O título ficar mais tempo exposto em livrarias, e mesmo assim também ser lançado em bancas convencionais. O mercado de revistas no Brasil, tal qual seu modelo de negócios, é muito arcaico, como já lamentei aqui muitas outras vezes.

Me pergunto se essa decisão vai gerar problemas, especialmente com alguns leitores que estavam adquirindo o mangá via banca. Apesar de que ultimamente ando pegando cada vez menos mangás em bancas. O fato de existirem lojas online como Amazon Br e Saraiva, que pontualmente oferecem os mangás com ótimos descontos anda sendo uma enorme vantagem ao modelo de venda em banca.

Óbvio que para alguns essa opção de compra online será sempre complicado. Além do fato de que nem toda cidade tem uma livraria de médio porte que venda tais títulos. Aqui no interior, em Jacareí, por exemplo, não existe uma única livraria de grande porte que eu saiba que faça tal venda. Para uma cidade sem um grande shopping e uma população que aparentemente não curte muito livros… é uma triste realidade. Felizmente na cidade vizinha, São José dos Campos, não falta opções de livrarias grandes.

Entretanto para aqueles que se sentirem prejudicados e não puderem mais adquirir as edições por meio do novo modelo de distribuição, a JBC também avisou que está sendo possível assinar Knights of Sidonia por meio de seu sistema de assinatura a partir das edições 7 ou 8, com 20% de desconto em relação ao preço da banca. Não é um mal negócio para quem ficou sem opção, certo?

Para aqueles que não estiverem colecionando o mangá ou não assistiram a versão animada na Netflix, vale dar uma olhada em um texto que escrevi a respeito da primeira edição do mangá, quando o mesmo foi lançado ano passado.

Infelizmente ainda não tive a oportunidade de adquirir as demais edições. Atualmente completei (e pretendo escrever mais a respeito em breve) Anohana e Bullet Armors, ambos títulos lançados ano passado pela editora. Fora o fato de estar colecionando o relançamento de Fullmetal Alchemist. Não sobrou verba para Knights of Sidonia, infelizmente.

Lembrando que inicialmente Knights of Sidonia foi lançado com uma periodicidade mensal, fator decisivo para não ter começado a colecionar na ocasião. Porém em dezembro de 2016 a JBC também mudou esse detalhe, passando o título para lançamento bimestral. O mangá se conclui em 15 volumes, então agora dá um respiro e um tempo maior para quem quiser correr atrás dos títulos já lançados.

Então meio que fico animado com essa notícia. Se Knights of Sidonia vai ficar mais tempo nas livrarias, edições novas e já lançadas, já fico mais animado em ficar de olho para pegar futuramente, quem sabe em um pacotes com várias edições quando rolar uma boa promoção das mesmas online.

Para aqueles que quiserem ficar de olho, deixo os links das edições já lançadas na Amazon Br e Saraiva:

Galeria de capas

 

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.