JogandoRedes Sociais

Minipost | +Ghost Recon Wildlands (3)

— Miniposts são pequenos aperitivos em forma de imagens ou vídeos com pequenos textos compartilhados pelas redes sociais do Portallos. O feed (origem e ordem cronológica) destas publicações é nosso Instagram.

Karma Automobilístico

Olha aí, dirige como um maluco, ziguezagueando pela estrada, batendo em todo mundo. Assim que eu coloco os pés para fora do carro, o Karma vem cobrar seu preço…

Bom que em Wildlands, no modo single-player, o jogador sempre tem mais uma chance de voltar. Seu companheiro controlado pela I.A. do game sempre vai te reanimar uma única vez. Na segunda é Game Over.

Esta é a última rodada de vídeos de Ghost Recon Wildlands antes da publicação das impressões derradeiras do game. Não vai ter mais vídeos? Vai sim (até porque fiz um monte), mas os próximos só devem sair após a publicação do texto do review no site. Em alguns dias.

Apoio Rebelde

Uma das mecânicas mais interessantes em Wildlands e a que surge conforme a campanha avança; são as missões secundárias que destravam as opções de Apoio Rebelde.

No vídeo mostro o menu de onde é possível ver o que cada um dos tipos de Apoio fazem pelo jogador. Conforme mais o jogador aprimora esse recurso, mais interessante ele vai ficando.

Por exemplo, o apoio de veículo, o level um o exército rebelde te traz um carro. No level 3 é um helicóptero! (muito melhor). Os apoios podem trazer itens, ou auxiliar em combate. Gosto do Apoio com morteiro (mostrado no vídeo anterior). É uma mão na roda para destruir carros e locais com concentração de inimigos. Mas sempre vai chamar a atenção e fazer os inimigos pedir reforços. Precisa saber quando e onde usar.

Após usar o Apoio Rebelde, qualquer tipo, há um tempo para usar qualquer outra opção novamente. Não dá para usar muitas vezes seguidas.

E essa árvore de habilidades só melhora e destrava fazendo missões secundários no game. Uma ideia excelente para torná-las interessantes, com certeza. E há várias diferentes, e nem todas são fáceis.

One Shot Kill

Eis um exemplo de como um ataque, se bem planejado, não dá muito trabalho. Se eu tivesse vindo como um maluco metralhando todo mundo, ia ter patrulha chegando, mais reforços e ia ser algo dos infernos.

Essa é um das áreas com um nível de dificuldade maior em Wildlands, então todo cuidado é pouco. Furtividade gera bons resultados no game. É saber usar o tiro sincronizado e o apoio rebelde para sempre que possível evitar o confronto.

Claro que Wildlands é um game flexível. O jogador começa a explorar ele de qualquer ponto, em qualquer um dos territórios com diferentes níveis de dificuldade. Dá para jogar do jeito que quiser, atacar como quiser. Há quem se dá bem chegando como Rambo. Eu sou um zero a esquerda assim…

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.