Dando Nota!Jogando

Sine Mora Ex | Resgatando a nostalgia dos jogos de navinha! (Impressões)

Não é todo dia que encaro um shmup, mas posso dizer que Sine Mora Ex é um daqueles jogos que apesar de não receber muita divulgação por parte da mídia, é muito famoso entre os fãs do gênero devido a sua propagação boca-a-boca. Quase impossível não ter um amigo que não conheça Sine Mora na geração passada, isso se ele for fã de “jogos de navinha”. Porém, com Sine Mora Ex chegando a atual geração, você assim como eu, terá a oportunidade de jogar uma versão melhorada e com muitas novidades como: cooperativo local, legendas em português, três modos de versus e fases novas – não sei quanto a vocês, mas só o fato de possuir legenda em português já me conquista.

Mas será que nós, jogadores de Fallout 4, estamos preparados para encarar um mundo repleto de batalhas aéreas alucinantes contra maquinas gigantescas? Com toda a certeza! Tire sua jaqueta de couro velha do armário, sacuda a poeira e prepare-se para ir as alturas nesse jogo desenvolvido pela Grasshopper Manufacture e distribuído pela THQ NordicGrasshopper Manufacture é o estúdio criado pelo criativo, Suda 51, desenvolvedor de No More Heroes, Killer 7 entre outros clássicos. Em minha opinião isso é motivo de sobra para você ao menos experimentar este jogo.

Jogo de navinha com trama

Sine Mora Ex retrata um mundo distópico Diesel Punk, onde as guerras são resolvidas no ar a base de rajadas de tiros e muito diesel, como qualquer outro shmup, exceto se não fosse o fato de dessa vez temos diversos pilotos com motivações para estarem ali. Enquanto uns fizeram parte da guerra, outros estão sendo forçados a estarem ali. É interessante ver que ao invés de apenas nos jogarem nesse mundo para atirarmos em tudo que se move, a desenvolvedora se deu ao trabalho de criar uma trama.

Talvez o único problema é que essa trama acaba por ser um pouco complexa, exige um pouco de atenção por parte do jogador para entender tudo o que está acontecendo, porque em determinado momento você está no presente em uma missão, mas a missão seguinte está no passado controlado um personagem já morto na trama atual, e isso pode confundir. Bem, mas você pode simplesmente focar no tiroteio e desafios, mas seria uma pena. Antes e depois de cada fase nos é contado um pouco das motivações e ações de cada personagem na trama, isso faz com que você possa se importar um pouco mais com os personagens e seus traumas.

Claro, isso não tem influencia alguma em suas naves ou ataque – e isso é outro ponto importante, temos a disposição diversas naves, cada uma com um poder especial diferenciado que pode ser coletado durante a fase.

Desacelerando o tempo como o Neo

As naves possuem uma peculiaridade que é a habilidade de desacelerar o tempo durante o combate, o que torna a experiência mais amistosa para que está encarando um “jogo de navinha” pela primeira vez. Mas também não se empolgue, o jogo não se torna menos desafiador por causa dessa habilidade. Se você acabar com… vou chamar esse medidor de barra de “Neo” – se você torrar a barra de “Neo” logo de cara, prepare-se, pois precisará encher o medidor coletando o power up respectivo pela fase e, a probabilidade de precisar dela em algumas telas logo a frente são muito altas, principalmente em um combate contra bosses.

SÉRIO! Quando a tela estiver entupida de tiros, você se lembrará do que disse acima. Use sabiamente, gafanhotos!

Mas você não só tem apenas essa habilidade, como em qualquer outro jogo do gênero você encontrará “power ups” para aumentar o poder de fogo da nave e até escudos para reduzir os danos. Agora você me pergunta: nossa, então não deve ser tão difícil assim, certo? Errado. O jogo é extremamente desafiador, morrer é algo comum por aqui, principalmente nas batalhas contra os chefes, ou quando uma bola gigantesca de demolição começa a balançar em cima de você enquanto um tanque atira pra todos os lados. Tentar chegar ao chefe com todos os power ups e a barra “Neo” da um trabalho danado, mas é muito recompensador.

Outro ponto interessante é que você ganha tempo ao destruir os inimigos, então atire para todos os lados, quanto mais inimigos você destruir, mais tempo você ganha, mas você pode os perder se levar muito dano. Agora entendeu porque você precisa usar de estratégia e bons reflexos?

Enfrentando chefes gigantes aos som de boa música

O ponto alto de Sine Mora Ex  são as batalhas contra os chefes, impossível você terminar a batalha com aquela sensação gratificante de que mandou aquele safado gigante para os mármores do inferno. Não só isso, mas suas aparições são extremamente awesome. O primeiro chefe chega a assustar devido ao seu tamanho e variações. Quando você pensa que já o derrotou, ele simplesmente muda e começa a te atacar sem piedade. Bate uma raiva monstruosa, mas dai tu olha para o design do chefe e pensa: Ah, você é legal demais para eu guardar rancor.

Por sorte os controles são simples e respondem maravilhosamente bem, então não dá pra culpar a jogabilidade pelas minhas mortes e fracassos, bastou prestar um pouco mais de atenção e tentar adivinhar qual será o próximo ataque dos chefes e pimba, o bicho ia chão abaixo. Claro, a custo de muito suor.

Ah, mas para derrotar os chefes você precisará acertar pontos específicos de seus enorme corpos, o que é comum do gênero, só que aqui, a medida que a energia do chefe reduz, ele passa a mudar os seus ataques, então por mais que você decore os padrões de cada tiro, ele sempre vai alternar o ataque – os chefes devem ser conduzidos por satanás, só pode.

A trilha sonora é algo que merece ser destacada, pois se ela é realmente boa, certamente vai marcar a experiência do jogador em diversos momento durante toda a aventura. E aqui em Sine Mora Ex não podia ser diferente. Assinada por Akira Yamaoka e Mahiro Maeda, a trilha sonora casa perfeitamente com as batalhas e cenários que passamos durante toda jogatina. Por mais que você tenha que repetir varias e varias vezes algumas fases, você não enjoará da musica, tornando bem agradável jogar e rejogar.

Cenários de tirar o fôlego

O jogo não só conta como uma trilha sonora de destaque, como também possui um dos cenários mais belos que eu já vi em um jogo do gênero. É impossível você não ficar surpreso com a beleza de cada uma das fases. Claro, eu não sou um expert do gênero, e ficaria imensamente feliz que alguém me apontasse outro jogo do gênero que possua cenários tão bem trabalhados.

A fase em que você enfrenta uma libélula robótica gigante é uma das que merece destaque, não só por ser uma batalha animal, como pela maneira como o cenário responde aos movimentos do monstro. Não é todos os dias que nos deparamos com um shmup em que o cenário tivesse tantos detalhes. Ainda vou mais longe, se você não se atentar na fase da fundição, você morre porque todo o maquinário está funcionando enquanto você atravessa por prensa e desvia do tiro dos inimigos. Claro, isso pode distrair o jogador dos ataques dos inimigos, mas não é um defeito, só uma adição ao fator desafio. Foram varias as vezes em que morri simplesmente por me distrair com o que rola ao fundo do cenário, como na fase do trem ou do guindaste robô.

O que achei no final das contas?

Jogos de navinha não são mais tão populares quanto foram lá nos anos 90, mas não significam que tenham deixado de ser divertido, e é exatamente isso o que esse jogo faz. Sine Mora Ex pode ser a porta de entrada para quem nunca jogou um shmup na vida e a dose que os fãs do gênero precisavam nessa nova geração. Diferente dos bullet hell que precisam de reflexos de Wolverine, aqui você tem uma aventura sólida e com uma trama que você pode ou não curtir, mas não interferirá na diversão. E de quebra você pode jogar ao lado do seu amigo em um coop local, onde seu amigo pode lhe auxiliar. O que ao meu ver é sensacional e traz um pouco da nostalgia de jogar com amigos do lado, algo que tem sido deixado de lado ao longo dos anos.

Eu certamente fiquei receoso à princípio, mas depois de algumas partidas você se sente familiarizado com os comandos  e confiante, pois são simples e intuitivos. Logo na primeira fase, que é basicamente um tutorial, ele dá a opção de seguir por um caminho avançado ou em um para quem não tem experiência em jogos do tipo. Esse cuidado com o jogador ao não impor um modelo de jogo é notável, porque passa a sensação de que não queriam assustador os iniciantes com uma chuva de tiros.

Se você gosta de jogos desafiadores, Sine Mora Ex é o que você precisa e vale o investimento, pois é um jogo que mesmo após a sua conclusão, ainda irá vai render horas de muita jogatina com as outras modalidades disponíveis.

— Sine Mora EX encontra-se disponível para PlayStation 4, Nintendo Switch, PC e Xbox One.

Trama interessante, mas confusa
Um cenário mais bonito que o outro
Batalhas contra os chefes são o ponto alto
Possui um fator replay altíssimo
Incrível trilha sonora
Boa mecânicas de power ups sem perda do desafio

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar