AssistindoSeriados

Papo de Série #9

Papo de Série está de volta, voltando em 2010 com tudo, já nessa edição escrevi uma penca de reviews pra vocês curtirem, então é só clicar em leia mais e vamos comentar séries, bora!

Fringe – 2×15 – Jacksonville:

Quero começar comentando não muito o episódio em si, mas sim sobre a série, gostaria de comentar como anda a segunda temporada, pois o que me fascina no seriado é a consistência, as tramas criadas por mais surreais que possam parecer, sempre são bem explicadas, tudo faz sentido e a resposta sempre aparece e pra melhorar a resposta ainda é satisfatória ou seja, faz sentido.

Voltando ao episódio, um dos melhores já visto em FRINGE, o melhor da segunda temporada certamente. Gostei bastante o fato da troca, de se alguma coisa do nosso universo foi parar no paralelo, obrigatóriamente um do paralelo tem que vir para cá, é uma lei básica da fisica, muito bacana. Olivia vê Peter brilhar, o que deixa a mulher bastante chocada e Walter pede para não contar nada a Peter. Provavelmente esse será o caminho do final da segunda temporada, Peter descobrindo que é do universo paralelo.

Fringe está com tudo, espero que o proximo episódio seja melhor do que este.

Supernatural – 5×13 – The Song Remains The Same:

Finalmente voltamos a história da série.

O episódio começa com uma das cenas mais NOJENTAS que eu já vi, duas pessoas literalmente se comendo. O segundo cavaleiro a aparecer foi a Fome, e me agradou bastante o modo como apareceu, todo frágil, sentado em uma cadeira de rodas, com voz calma e tentando manipular Sam para se viciar novamente em sangue, foi ótimo.

Ponto alto do episódio e que nesta temporada está se destacando bastante é Castiel, participa de todos os momentos bons dos episódios e está num timming perfeito na série e foi impagavel ver ele comendo feito o Dean o episódio todo. A história do Dean não ser afetado porque é vazio por dentro, já estar morto por dentro, até achei interessante, mas poderia ser melhor trabnalhada e claro, ficou um pouco clichê.

My Bloody Valentine foi um episódio bacana, com momentos divertidos, mas Supernatural ainda sabe fazer melhor, com certeza.

Cougar Town:

Ta ai, uma série que provavelmente não é muito boa, mas me agradou por completo, estou gostando e MUITO do tipo de comédia que Cougar Town apresenta.

O ultimo episódio eu gostei bastante, Jules fazendo sons e movimentos sexys na aula de tenis pro professor que nem era grande coisa assim foi legal. Eu ainda arrisco que Travis vai ter algo com a amiga loira da sua mãe, o climão que rolou no armário nos mostra isso. Mas o ponto alto do episódio foi o trio formado por Bobby, Andy e Grayson, as cenas com os momentos de farra e liberdade total renderam várias risadas. As cenas alcoólicas com o trio foram ótimos, mas a principal cena foi onde mostrou as fotográfias das noites de bebedeira, foi o ponto alto do episódio, muito engraçado.

Cougar town apesar dos pesares pra mim está sendo ótima, pelo humor, pelos micos passados, pelo elenco que é ótimo e por uma ex-friends ser a principal do elenco ajuda também.

The Big Bang Theory – 3×15 – The Large Hadron Collision:

Episódio engraçado de The Big Bang Theory, mas somente isso. No clima de dia dos namorados Leonard é convidado para ir a Suiça conhecer o LHC com direito a um acompanhante, decide levar Penny…mas quando Sheldon descobre o episódio vira um enorme drama. Sheldon sendo extremamente difícil de lidar, Raj reclamando a cada minuto do episódio e Howard esfregando na cara que tem uma namorada. Uma das partes mais engraçadas do episódio foi no final, Raj com brilho nos olhos por Leonard levar ele para a Suiça. Episódio mediano.

How I Met Your Mother – 5×15 – Rabbit or Duck:

O episódio mis engraçado das três comédias da CBS da semana. Barney é filmado segurando o número de seu telefone no meio do Superbowl, com isso ele tem que lidar com o maior número de telefonemas de mulheres que qualquer homem no mundo jamais recebeu. Enquanto isso Ted pede pra Lily e Marshal encontrar pra ele a mulher pra casar e Robin por sua vez recebe um convite para sair com seu companheiro no programa, Ron.

No final das contas, Barney é amaldiçoado pelo telefone e desiste da missão de dar atenção para todas as mulheres que ligam para ele, Lily e Marshal encontram alguém interessante para Ted com a ajuda do celular, mas o mesmo desiste da idéia, enquanto Robin percebe que Ron é o escolhido.

Um dos pontos mais engraçados do episódio foi ver Ron fazer o peladão do Barney, relembrar essa “cantada” classica do Barney foi muito legal.

Two and a Half Men – 7×15 – Aye, Aye, Captain:

Como é bom ver o velho Charlie bebado e reclamão de volta.

A série pode tomar dois rumos agora por causa desse episódio, uma é que Charlie se separe e cancele o casamento com Chelsea fazendo voltar a ser como era antes, o bebado reclamão ou então os dois voltam e formam o casal um casal feliz levando a série a tomar novo caminho.

O episódio teve alguns momentos engraçados, como Charlie vomitando no bebê e Charlie reclamando bebado com Alan, dois momentos que eu ri muito no episódio, sempre é bom ver o Charlie como antes, bebendo como nunca. Eu não sei se prefiro que o casamento acabe e a série volte como antes ou não, a cada episódio Charlie faz as mesmas piadas enquanto está deitado com Chelsea antes de dormir, onde ele quer fazer sexo e ela não, por esse lado eu espero que tudo vá pro espaço e o bebado Charlie volte, por outro lado seria bom ver a série tomando novos rumos.

Esse episódio me fez pensar sobre o futuro do seriado, aguardamos os proximos episódios pra ver que rumo a série irá tomar.

Lost – 6×03 – What Kate Does:

Episódio bom, não tão bom quanto a premiere, mas bom.

Não teve Locke, Monstro da fumaça, Ben, nada disso. O episódio só foi centrado em cima de Kate e já nos entrega que o que aconteceu na ilha, vai se repetir fora dela, exatamente a mesma coisa, não importando o que aconteça. A cada episódio fica mais claro pra mim que as duas realidades vão se chocar, se interligar, o X da questão é: COMO?!

Foi muito bom ver Claire das duas maneiras possiveis, fora da ilha e no estilão Rousseau, os momentos com Hurley e Miles continuam muito bom, assim como foi na quarta temporada, eles perguntando para Sayid sobre o que ele viu e perguntando se era zumbi foi ótimo.

No episódio temos o Jack confrontando o Mestre Miyagi Dogan, tendo uma conversa interessante com ele, uma cena emocionante com Saywer e Kate, onde Saywer abre o coração falando de Juliet e também o ponto alto do episódio, o final, onde Claire finalmente reapareçe!

Enfim, episódio morno, não chega aos pés da premiere, mas LOST sempre teve episódio assim e conseguiu se dar muito bem com isso.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios