JogandoRapidinhas

Aventura Rock n’ Roll chega em nova expansão de We Happy Few

Lightbearer é o segundo DLC de três que o título receberá

Apesar de já ter estado em maiores holofotes, We Happy Few continua recebendo novos conteúdos em 2019. Isso graças ao seu Passe de Temporada, que prometera três novas expansões ao título. O primeiro, Roger & James in They Came From Below, foi lançado em abril deste ano, enquanto o segundo, Lightbearer, acaba de ser lançado.

Todos estes conteúdos seguem sendo lançados em todas as plataformas a qual o jogo foi lançado – PlayStation 4, Xbox One e PC. O fato do estúdio, a Compulsion Games Inc, ter sido adquirido pela Microsoft ano passado não implicou em conteúdos exclusivos para We Happy Few, que segue em parceria de distribuição com a Gearbox Publishing.

Relembrando

Para aqueles com a memória curta, We Happy Few chamou muita a atenção quando revelado lá em meados de 2015, por sua ambientação e universo intrigante, onde pessoas viviam em uma comunidade feliz sob o intenso uso de uma droga chamada Joy. O jogador assume o comando de um personagem que passa a não tomar a droga, descobrindo a partir daí uma triste realidade a qual todos vivem.

Entre 2016 até 2018, o título esteve em acesso antecipado no PC e Xbox One, a qual sofreu diversas críticas da comunidade, que acharam o jogo continha diversos elementos procedurais e de sobrevivência acima do esperado, a qual atrapalhava um pouco a incrível ambientação proposta. Parte disso resultou em diversas mudanças na estrutura e história do jogo em sua versão final, lançado em agosto de 2018. Muita coisa melhorou, mas houve uma impressão ruim deixada pelo título em seus quase dois anos de acesso antecipado.

Muitos das mecânicas de sobrevivência foram apaziguadas, tornando mais simples para que os jogadores apenas experimentasse a narrativa do jogo, cujo sempre foi o elemento mais forte de sua proposta. Mas nem tudo foi eliminado. A estrutura de sobrevivência não foi totalmente eliminada, sem mencionar a exploração mais aberta continuar, deixando o título menos narrativo do que alguns jogadores desejavam.

Novos conteúdos

E talvez seja isso que torna as expansões de We Happy Few um tanto quanto interessante. Elas foram pensadas exatamente nas críticas em relação ao jogo original. São muito mais focadas em narrativa e situações, do que em mecânicas que exigem que o jogador tenha que se preocupar em comer ou dormir para não morrer. Sem contar que estes conteúdos são pensados em expandir o rico universo da série, trazendo novos protagonistas em novas histórias e situações.

Lightbearer, que está sendo lançado hoje, coloca o jogador na perspectiva de Nick Lightbearer, astro do rock que se vê em meio a uma trama de assassinato, a qual o mesmo é o principal suspeito. A realidade de Nick não parece mais tão real como sempre foi.

A expansão garante aos jogadores novos cenários para visitar, enquanto aprecia a história inédita regada a sexo, drogas e rock n´roll, é claro. Nick tem uma mecânica nova ao jogo, a qual pode brandar sua guitarra, emitindo ondas de rock para repelir fãs e paparazzis, além de poder arremessar discos de ouro, como qualquer roqueiro obviamente também o faz.

E já que estou falando de expansão, talvez seja lega também apontar alguns detalhes da primeira, They Came From Below, que também coloca o jogador em uma aventura inédita com o casal Roger & James, em uma estranha aventura de ficção científica em uma improvável caverna no subsolo, habitada por robôs dos anos 60 e um surreal portal.

Esta expansão funciona também igual a mencionada acima, com um foco narrativo maior, sem que o jogador precise se alimentar, dormir ou criar itens. Enquanto isso o jogador tem em mãos uma pistola de raios e um artefato que pode desacelerar o tempo. Ferramentas que servem a ambientação proposta.

Resta agora esperar a terceira e última expansão, We All Fall Down, a qual não tenho detalhes nesse momento para apresentar. Se continuar na mesma janela que as duas expansões já lançadas, deve aparecer lá pelo final do ano, ou mais tardar, no começo de 2019. Para mais We Happy Few, não tome a pílula da felicidade, apenas visite o site oficial do jogo.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.