Conversa de MangáJapão

Toriko 339 | Midora vs. Joa – A missão de entender o mangá!

Texto com spoilers do mangá até o capítulo 339!
Perdeu o CDM anterior? Aqui: Toriko 338!

Acho melhor começar dizendo que não fiquei totalmente satisfeito com o meu último texto sobre o mangá de Toriko. Lá aleguei o quanto estava confuso com alguns detalhes da história e de alguns personagens. Até tomei um leve puxão de orelha pelo leitor Davi, que, abrindo um parênteses, está sempre comentando os Conversas de Mangá e participando das discussões, valeu Davi!

E de fato é verdade, as vezes na correria da semana, de tantos mangás para ler e outras coisas para acompanhar, não é todo sempre que a gente faz uma análise crítica da história, pesca todos os detalhes e consegue sacar tudo que o autor vem fazendo. Em alguns títulos isso é mais complicado, em outros mais fáceis. Pra mim Toriko inicialmente era um título simples, você tem um cara que caça ingredientes raros em situações que um ser humano comum não conseguiria, e um parceiro cozinheiro que prepararia estes ingredientes já que os mesmos por serem raros, possuíam modos de preparos também especiais.

Só que com o tempo Toriko foi se tornando cada vez mais complexo. Talvez a coisa que mais estrague a minha experiência com a série foi ter começado ela no animê e depois ter partido para o mangá quando o mesmo acabou. E o final do animê, com alguns desfechos e explicações, diferem do original no mangá. Eu tive que voltar no mangá para pescar, mas admito que tem hora que a minha memória me engana, e eu fico achando uma coisa pensando no animê quando deveria pensar no mangá.

Por exemplo, eu não gosto do personagem Joa. Sei lá, não me tem carisma. Visualmente me lembra muito do Hisoka do Hunter x Hunter. Não acho totalmente original o personagem. Alias fico até na dúvida do gênero de sexo de como devo tratar Joa, pois é um espírito de comida (Food Spirit) que possuiu a Froese após a morte da personagem. Acho que o certo é que Joa receba o tratamento no masculino, não? Ainda que o hospedeiro seja o corpo da Froese.

E é meio que nesse caldo que Toriko fica encorpado de sabor e teor, mas também complexo aos leitores mais desatentos. Há toda uma estrutura de Demônios e Espíritos dominando personagens e recebendo importância na história que as vezes é até difícil distinguir quem é quem. Por exemplo, eu nem havia me tocado que o Zaus estava sendo dominado, meio que em um transe hipnótico.

Bem, aí entra Acacia, que está sendo ressuscitado, mas não se trata do humano, mas do Demônio do Apetite de Acacia, e por isso essa forma monstruosa e absurda que vem se apresentando no mangá. E parece que tudo vai realmente girar na família de Acacia nestes momentos importantes da história. Tem a forma demoníaca de Acacia surgindo, tem Joa no corpo da Froese, tem Midora que sempre foi meio que o filho rebelado, tem Jiro que possui uma forma absurda e o Ichiryu que morreu no mangá, mas seu demônio Don Slime é importante a trama. Tudo está conectado a estes personagens.

Até então nem mesmo havia me tocado que o Don Slime que está em Blue Grill pertenceu ao Ichiryu e nem mesmo que eram seres que poderiam habitar um pedaço do mundo, além dos interiores de alguns humanos. Acho que até mesmo toda essa história dos demônios do apetite ainda não está totalmente explicado, não? Tem a ver com o despertar das células gourmet, pois o Komatsu acabou ganhando um justamente por conta disso. Mas no caso do Toriko que tem dois, o demônio azul e vermelho ainda não ficou totalmente claro pra mim.

Dá para notar que Toriko ainda que haja explicações para tudo isso, ainda é bem complexo se você não está totalmente focado em aprender a mitologia desse universo? O problema era que eu gostava mais do mangá quando não precisava ter que aprender tudo isso. Não que seja obrigatório entender com todas as letras, dá para se divertir apenas com a jornada em si.

Soma a outro contraponto, a busca pelo ingrediente Another tem uma chave vital para a ressurreição completa do demônio de apetite do Acacia. Então faz sentido porque o mangá pausou momentaneamente a história do torneio e do Komatsu em Blue Grill, pois pra mim as consequência dali vão impactar este outro elemento da história.

toriko-339-a

Feito todas estas ponderações, vem o capítulo 339, na qual Midora continua atacando sem dó Joa. Troca de desafetos, promessa do menu completo do Midora e o poder monstro desse cara. Joa por alguns instante parece que revela sua verdadeira face alias, e isso foi muito legal.

Zaus como comentei acima, saiu do transe em que estava, e eu nem havia percebido isso. Parece que nem todo mundo que trabalha na Neo é realmente um vilão.  Além disso tem Jiro perdendo a mão – mas já brotando outra com a água da cura – e prometendo liberar força total! Aí sim!

E que quadro assustador do Acacia comendo os Nitros, hein? Será que sobrou algum ali pra contar história? Assustador, mas ainda difícil que eu precise juntar mais algumas peças, tipo não é esse o demônio que vai devorar o planeta, é? Se não é, qual o papel da ressurreição dele? Será que terá a ver com o último ingrediente do menu completo de Acacia, God? God por sinal ainda não foi explicada detalhadamente do que se trata.

Por fim, espero ter dado um pouco mais de conhecimento geral em torno de alguns aspectos de Toriko. Ainda quero estudar um pouco mais a série, como o caso da NEO e dos Nitros e seus objetivos. Fica pra uma outra oportunidade. Só espero no fim, não ter dito nenhuma besteira e se disse, me corrijam nos comentários. E pode me dar um novo puxão de orelha se for o caso Davi!

toriko-339-b

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.