O hype inevitável frente a um grande evento! O que mal podemos esperar pra ver na Tokyo Game Show!

A E3 passou e acho que todos concordam que (tirando a Microsoft e sua investida casual) o evento foi bem melhor que ano passado, que já tinha sido bom. Mas e depois, só o que nos resta é esperar 365 dias até as próximas conferências? Ledo engano… a Tokyo Game Show não é antecipada da mesma forma que a E3, e nem recebe das próprias desenvolvedoras o mesmo nível de atenção, mas principalmente para quem gosta dos jogos vindos do Oriente, o evento é um grande acontecimento.

Mas então, sendo assim um gerador de hype, o que esperar da edição de 2010? Praticamente todas as grandes companhias já revelaram suas line-ups para o evento, que começa oficialmente amanhã, dia 16 (embora ontem mesmo algumas coisas já tenham aparecido e hoje já tenham ocorrido anúncios de novos games), e assim já se pode ter uma boa ideia do que nos fará feliz esse ano. Depois do continue estão as listas pessoais de alguns membros da equipe; discuta conosco nos comentários! E não estranhe jogos/consoles Nintendo, apesar de ela não participar da TGS, realiza um evento particular logo em seguida, então é tudo meio junto!

Dakini

Ni no Kuni (DS/PS3)

Hayao Miyazaki, mestre do Studio Ghibli, responsável por animações de emoção e profundidade impressionantes como Mononoke Hime, Laputa, Tonari no Totoro e tantos outros como os mais conhecidos no Brasil, A Viagem de Chihiro e O Castelo Animado, em parceria com a Level-5, empresa de destaque já mundial depois de conquistar o sucesso em meio à crise do mercado de jogos japonesa e responsável por uma de minhas séries favoritas dos últimos tempos, Professor Layton, produzindo um jogo? Sério mesmo? Pra mim, pure win.

O jogo tem aquela atmosfera característica dos filmes do Miyazaki, e só isso já me compra. A parte do gameplay com a stylus parece muito bacana, e o jogo como um todo parece ser extremamente complexo em questão de profundidade mesmo. Vem com um livro, que deve ser usado para progredir, e é realmente intrigante ver as pessoas utilizando esse recurso.

A princípio foi revelado como exclusivo de DS, mas surpreendentemente a Level-5 anunciou uma outra versão, com diferenças sobre as quais ainda não sabemos muita coisa, para PS3. O logo, o subtítulo e, claro, os gráficos, são diferentes, mas parece que a história em si também não será igual. É esperar pelo evento para esclarecer todas as dúvidas, aproveitando que o grande destaque da companhia esse ano será para Ni no Kuni. Como acho que pouca gente está a par dessa joia, trailer de DS e trailer de PS3 para tentar animá-los.

Final Fantasy Versus XIII e Agito XIII (PS3/PSP)

Depois de gerar opiniões bem diversas quanto a sua qualidade real, muitos dos fãs que roíam as unhas para Final Fantasy XIII agora depositam suas esperanças nos dois outros integrantes da Fabula Nova Crystallis, principalmente em Versus. Eu, particularmente, estou meio “na moita” depois de me decepcionar com a tão alardeada 13ª Fantasia Final, mas não posso negar que ver qualquer vídeo ou imagem nova desses jogos deixaria meu hype nas alturas, nem que temporariamente. Com certeza, é uma das coisas que mais espero para ver no evento, ainda mais considerando que o próprio Nomura já confirmou que estarão presentes, nem que seja timidamente.

Team ICO Collection (PS3)

O que vocês diriam dessas imagens? A primeira é de uma cena do ICO original de PS2, e a segunda é da mesma cena sendo mostrada há alguns dias na CESA Developers Conference pelo Team ICO. Animador, não? A verdade é que o rumor de uma “collection” envolvendo ICO e Shadow of the Colossus como forma de antecipação a The Last Guardian (outra promessa da Tokyo Game Show) não é novidade, mas parece cada vez mais iminente. Eu mesma já não sei se considero como especulação, pois realmente acredito que será feito o anúncio disso cedo ou tarde, de preferência bem cedo, daqui a alguns poucos dias, no Makuhari Messe, em Tóquio.

Pós ontem…: E a coleção foi confirmada! No Japão, os jogos serão lançados separadamente, mas nos EUA é mais provável que venham como uma coletânea mesmo, até porque algumas lojas já tinham colocado “Team ICO Collection” em seus catálogos, e uma inclusive adicionou uma boxart, que não sabemos se é verdadeira ou não. Donos de PS3, animação!

Valkyria Chronicles 3 (queira deus para PS3…) (PSP)

O que pode ser a imagem acima que não Valkyria Chronicles 3? O tanque (que gostaria MUITO que fosse o Edelweiss ou que ao menos fosse do Welkin), o batalhão escondido, o efeito que remete ao estilo da série e principalmente o “Top Secret” escrito no padrão da bandeira de Gallia, pra mim, não pode sugerir outra coisa. O que ainda é reforçado pelo fato da SEGA ter recentemente registrado o domínio valkyria3.jp, considerando que os primeiros dois jogos têm domínios de nome valkyria.jp e valkyria2.jp.

O que me deixa apreensiva? A data marcada para a revelação é a mesma do dia da conferência da Microsoft no evento, e eu ficaria extremamente emputecida (perdão) se o jogo fosse roubado comprado pelo lado verde da força. A sequência dessa verdadeira obra de arte já foi infelizmente lançada para PSP, o que, além da exclusão das vozes originais presentes no primeiro jogo (não comprei o segundo só por causa disso… como pode? Não aceito, não aceito, não aceito!), também influenciou um foco mais adolescente na história, que perdeu parte do charme e da originalidade do primeiro, então o terceiro precisa muito ser para PS3, simbolizando muito mais um retorno ao “bom caminho” do que qualquer outra coisa.

Pós ontem…: Haha, dá pra ver que escrevi esse texto há alguns dias, né? Ontem saiu na net as scans da Famitsu que confirmam VC3 como título exclusivo de PSP e com lançamento marcado já pro ano que vem. A história volta pra época de Alicia e Welkin, mas conta algo paralelo. A explicação dos produtores pra escolha da plataforma foi mais ou menos “a série ainda não está preparada para sofrer todas as mudanças que uma nova versão de PS3 requer, então ainda vamos desenvolvê-la um pouco mais no PSP”. É, infelizmente. Ao menos as scans parecem indicar um estilo visual mais parecido com o do primeiro jogo, o que é ótimo!

The Legend of Zelda: Skyward Sword (Wii)

Hum… difícil a Nintendo mostrar o jogo agora, mas não custa sonhar. A nova política da empresa de não estimular o hype muito antecipado, liberando as informações mais empolgantes pouco antes do lançamente (vide Zelda: Spirit Tracks ou mesmo o Kirby’s Epic Yarn) é interessante, mas faz mal pro coração dos fãs. Não foram tantos os que se animaram com a demo extremamente focada no gameplay apresentada na E3, mas pra mim for mais do que o suficiente pra já separar o dinheiro, lançado seja no mês que for. E de preferência antes do final do ano que vem, né?

Nota: fanart acima feita pela boba2009 lá do deviantART.

Dragon Quest X (Wii)

Confirmado como exclusivo para Wii desde seu anúncio lá em 2008, numa conferência especial da série, Dragon Quest X chega ao console muito apoiado pela própria Nintendo, que pela boca de Satoru Iwata afirmou que vai se empenhar em tornar a série mais popular aqui no Ocidente, já que no Japão é meio difícil isso acontecer, né (essa última parte foi da minha boca mesmo XD). Não temos absolutamente nenhum detalhe sobre ele a não ser que a ideia é fazer dele o título third-party mais bem feito do Wii, mas acho isso meio ambição demais, ainda mais com o pai de Final Fantasy também desenvolvendo um RPG exlcusivo para o console em parceria com a Big N (The Last Story).

Novidades não fariam mal a ninguém, e seria mesmo mais natural que a Square se foque em Dragon Quest na Tokyo Game Show, deixando o hype para seus Final Fantasy para a E3.

Nintendo 3DS

Novidades, novidades! O design foi dito como não finalizado, então será que já veremos mudanças em relação aos modelos da E3? Gostaria muito de ver Ocarina of Time rodando no portátil, mas qualquer coisa que mostrarem dele já será bem animador! Agora, o mais importante seria uma data de lançamento. Ainda esse ano acho muito difícil que seja lançado, mas talvez nos primeiro meses de 2011? Não acharia tão estranho assim, considerando o nível apresentado na E3 e a já bem grandinha line-up. Pretendem comprar assim que possível como eu?

————————————-

Rackor

Patapon 3 (PSP)

O jogo terá 80 missões e 20 bosses! Por mim só com isso a Sony poderia embalar e mandar paras lojas! O meu hype depois de debulhar Patapon 2 está, eu diria, mais do que nas alturas, já está vagando aí por outra dimensão paralela até. Com o primeiro jogo que possuía um multiplayer bem fraquinho, na minha opinião, em termos de variedade, já gastei lá minhas 50 horas e contando, com este terceiro com os já anunciados novos tipos de heróis, batalhas de 4 contra 4 e possibilidade de jogar online, devo virar um hermitão das montanhas!

Gostaria de ter mais detalhes sobre as novidades apresentadas, principalmente dos tipos de heróis e como eles influenciarão na nova mecânica do jogo e estou torcendo para que incluam a opção de poder utilizar saves do Patapon 2, porque ralei muito para conseguir certas armas overpowered que não gostaria de perder! Ainda estou me coçando para ver as novas armas lendárias do jogo em ação e um possível anúncio de novas classes! PATA PATA PATA PON…PON PON PATA PON…

Dissidia Duodecim: Final Fantasy (PSP)

Como não colocar o hype nas alturas com um anúncio desses? O primeiro foi simplesmente um belo jogo, lotado de referências sobre o universo Final Fantasy, como artworks, músicas, e até summons! Ainda mesclava perfeitamente o RPG que marcou todas a série, com uma ótima jogabilidade! Porém nem tudo foram flores…

Algumas coisas me deixaram profundamente chateado com o jogo. O balanceamento dos personagens é ruim, não há como vencer a Terra quando se tem uma pessoa que jogue decentemente com a personagem, alguns personagens ficaram simplesmente pífios em relação ao conjunto todo e nem são “jogáveis” contra outros! Espero que isso realmente melhore para melhorar ainda mais esse incrível jogo que foi Dissidia.

Outra questão são os personagens, como assim só tem 22? Eu acredito que nisso o universo de Final Fantasy poderia, indubitavelmente, agregar mais ao jogo, sério, acho que deveria ter pelo menos uns 32~40 personagens! Alguns secundários são verdadeiras marcas da série, é claro que cada um tem seus especias, os meus no caso são a Yuffie e o Zack Fair! Realmente não vejo o porquê de não terem colocado personagens de spins-off da série, porque o nome do jogo é Dissidia: Final Fantasy, então engloba toda a série não? Seria demais jogar com Vincent, ou até Luso do Tactics A2!

É isso que eu espero para Final Fantasy Dissidia 2, mais foco no jogo em si e menos no fator enciclopédia!

Nota pela Dakini: E o Nomura já tinha liberado uma lista de possíveis novos personagens! Que acham disso: Balthier, Sazh, Gilgamesh, Yuna, Seymour, Locke, Seifer, Prishe, Vaan?

Monster Hunter Portable 3rd (PSP)

Quando comprei o Freedom Unite para PSP, não sabia que o jogo era tão complexo quanto na verdade é. Não tinha idéia por que raios os japas compravam 712652³ unidades e edições especiais, e torravam seus ienes em tudo que levava o nome Monster Hunter. Eis que finalmente comecei o tutorial, e como o jogo era chato! Tutoriais, realmente na minha opinião acabam com um jogo! E o tutorial não tem quase nada da emoção que é estar na floresta, sozinho junto com seu felyne e de repente pular em cima de você um monstro que você não sabe de onde veio, ou então preparar minuciosamente aquela armadilha e lavar o boss da fase diretamente nela para você finalizá-lo.

No jogo no entanto, conforme a dificuldade sobe, se torna quase impossível matar certos bichanos sem ajuda de outro Hunter, ou se você só sabe jogar com um tipo de arma, ou até não tenha recursos no jogo para bancar várias armas de “última geração”, por isso seria bem bacana ter um online seguindo o exemplo de Patapon.

Não comprei a versão de Wii pois acho que Monster Hunter tem que ser portátil, não me dou bem com MH em consoles, por isso fico no aguardo que sejam confirmadas coisas interessantes que estiveram presentes na versão de Wii como os embates aquáticos!

————————————-

Hugo “HCesar”

Sonic Colors (Wii/DS)

Sonic é um jogo que perdeu muito de sua credibilidade durante as últimas gerações, principalmente nos consoles. Por outro lado, nos portáteis da nintendo, Sonic sempre agrada (com raras exceções como Sonic Chronicles) trazendo aquela receita clássica de jogos de plataforma. O mais novo game do ouriço anunciado pela Sega terá versões para Wii e DS. Esse último promete manter a fórmula de Sonic Rush e só com isso já ganhou minha atenção.

Como todo jogo atual de Sonic, sempre mantemos aquele pé atrás para as novidades anunciadas. Até agora sabemos que Sonic ganhará habilidades especiais de acordo com os Wisps que você salvará pelo caminho. Basta esperar por mais informações sobre o game durante o TGS!

Ace Attorney Investigations: Miles Edgeworth 2 (DS)

Sem dúvidas, uma das melhores franquias do GBA/DS está de volta com Miles Edgeworth como protagonista. Até agora não se sabe muitas informações sobre o jogo. Tudo que foi liberado foram algumas imagens do gameplay e o anúncio de um novo sistema chamado “Chess”. Com isso só dá pra saber sobre o retorno de alguns personagens como Kay Faraday e que o jogo vai seguir a linha de tentativa de quebrar os segredos dos personagens.

Esse é um tipo de game que é muito difícil dar errado, mesmo com uma mudança quase que completa no Ace Attorney Investigations, o game manteve aquele ar cômico misturado com uma história maluca e ao mesmo tempo muito bem organizada. Para mim este jogo é um dos maiores hypes do TGS, afinal Ace Attorney foi um dos motivos para eu ter comprado meu DS.

Fable III (X360/PC)

Como um PC gamer, foi com muita frustração que recebi a notícia que Fable II não sairia para PC. Agora com o anúncio de Fable III também para PC, minha animação por este jogo aumentou muito.

Já existem várias informações espalhadas na web sobre o jogo além de algumas imagens e vídeos que mostram um trabalho de arte incrivelmente lindo. Uma das minhas maiores curiosidades é o novo sistema de batalha sem barra de HP. Isso promete um novo nível de imersão no jogo, além de pontos no quesito criatividade, que é o que conta muito hoje em dia no mundo dos games.

Com a proximidade da data do lançamento, espero que o TGS mostre todos os detalhes que faltam desta maravilhosa continuação.

Nintendo 3DS

É claro, o 3DS roubou a cena durante a E3, porém não tivemos muitas informações sobre o mesmo. Há expeculações de que o lançamento seja agora em novembro porém nada confirmado. Pessoalmente espero que o design mude, ou pelo menos as cores. Até o DSi XL parece mais atraente do que a versão mostrada na E3. Apesar disso, uma coisa é certa. Independentemente do design ou da cor, o 3DS fará parte da minha coleção de videogames!

————————————-

Fabio Franco

Castlevania: Lords of Shadow (PS3/X360)

Há anos a Konami tenta, sem sucesso, produzir um Castlevania em 3D de qualidade. Então, quando fiquei sabendo que fariam mais um nesta geração, confesso que não fiquei nem um pouquinho animado. Aliás, minha reação inicial à notícia foi pensar a mesma coisa que pensei nos anúncios anteriores: por que eles não abandonam de vez essa obsessão com 3D e se concentram em produzir um Castlevania em 2D superior a Symphony of the Night?

Aos poucos, porém, fui me informando mais sobre Lords of Shadow e mudei de opinião. Parece que a Konami finalmente aprendeu com os erros passados e, ao invés de tentar transportar a mesma fórmula dos jogos em 2D para três dimensões, resolveu reinventar a franquia. Sim, o jogador ainda controla um herói solitário da família Belmont que caça criaturas sobrenaturais com um chicote, mas a jogabilidade parece estar bem mais polida – embora muito similar a outros títulos, como God of War e Shadow of the Colossus – e, apesar de se inspirar no mesmo universo, a trama do jogo não tem muita relação com seus antecessores. A ideia é agradar a gregos e troianos, despindo Castlevania de seus 26 anos de história e criando um jogo que seja mais acolhedor a novos jogadores, mas, ao mesmo, familiar aos fãs da série.

Particularmente acho isso positivo, mas me incomoda o fato de nem mesmo Drácula e seu infame castelo terem presença confirmada no jogo. Adoro a ideia de explorar cenários mais abertos como vilas, florestas e montanhas congeladas, mas me pergunto se é possível haver Castlevania sem o Lorde das Trevas e seu quartel general macabro (da mesma forma que fico imaginando se pode haver Bioshock sem Rapture). Entretanto, o fato de Hideo Kojima, o gênio por trás da série Metal Gear, ter supervisionado o desenvolvimento do jogo para garantir que as coisas corressem na direção certa, me deixa muito mais confiante num bom resultado.

O que esperar da TGS? Bom, o jogo já está pronto e, apesar de ainda não ter data de lançamento definida no Japão, sairá em menos de um mês no ocidente – precisamente em 5/10 nos EUA e 7/10 na Europa -, então espero por novos vídeos e uma demo mais extensa do que a que estava disponível na E3 deste ano (talvez a mesma a que alguns jornalistas americanos tiveram acesso semanas atrás). Quem ainda não viu o que foi mostrado de Lords of Shadow até o momento, pode conferir o trailer da E3 2010 aqui; uma entrevista com o produtor do jogo, David Cox, (em inglês) aqui; e vídeos de gameplay aqui, aqui e aqui.

Deus Ex: Human Revolution (PS3/X360/PC)

Aqueles que, como eu, são românticos incuráveis, talvez se lembrem da famosa cena do filme Jerry Maguire, na qual a personagem de Renée Zellweger interrompe a declaração de amor de Tom Cruise dizendo: “Cale a boca! Você me ganhou no ‘olá’.” Sim, a cena é cafona (mas eu me emociono assim mesmo XD) e muitos devem estar se perguntando por que diabos eu sequer toquei nesse assunto num post sobre games. É que ela é perfeita para descrever a maneira como Deus Ex: Human Revolution capturou súbita e inesperadamente meu interesse a ponto de se tornar um dos títulos mais aguardados por mim nessa TGS.

Apesar de ter uma cópia do primeiro jogo – uma das lembranças que guardo de quando fracassei tentando ganhar a vida vendendo jogos originais de PC -, nunca dei muita bola para Deus EX. Porém, tudo isso mudou quando assisti ao maravilhoso trailer exibido na última E3. Gostei tanto, mas tanto do vídeo que, ao final de seus três minutos de duração, já havia me convertido de desinteressado a fã de carteirinha de Human Revolution. Assim, tal qual a personagem de Zellweger em Jerry Maguire, eu sinceramente não preciso de mais imagens, informações ou vídeos para me convencer a comprar este jogo. Minha hype está nas alturas, e toda informação extra que pintar a partir de agora será apenas um bônus.

Embora não seja tão épico quanto o trailer mencionado acima, o vídeo exibido mês passado na Gamescom 2010 é muito interessante. O universo cyberpunk do jogo – ao melhor estilo Blade Runner – me agrada muito, e, embora a maior parte da ação aconteça em primeira pessoa, a jogabilidade me lembrou muito a franquia Metal Gear Solid. Fiquei muito contente em saber que, assim como nas aventuras de Solid Snake, é possível atravessar o jogo inteiro matando apenas os chefes – o que sempre acho um desafio bacana. O enredo, que explora as consequências éticas e morais do avanço tecnológico na humanidade, também promete.

O jogo tem lançamento previsto apenas para o ano que vem, mas gostaria muito de ver uma demo jogável nessa TGS. Dedos cruzados aqui. 🙂

Catherine (PS3/X360)

Quem esperava ansiosamente pelo anúncio do primeiro Shin Megami Tensei em HD pode ter se decepcionado com o anúncio de Catherine. Confesso que a principio eu também fiquei, mas só até assistir ao extremamente bizarro – e genial – trailer de estréia do jogo (que chegou até a me lembrar um pouco os filmes do saudoso Satoshi Kon). Se você ainda não assistiu, faça um favor a si mesmo e veja a versão legendada em inglês aqui (NSFW!)

Até o momento foi revelado muito pouco a respeito do jogo. A história gira em torno de Vincent (que chegou até a fazer uma aparição especial na versão de PSP de Persona 3), um homem de 32 anos que, após conhecer a bela Catherine, começa a ficar preso em seus próprios pesadelos. Os desenvolvedores descrevem Catherine como uma aventura adulta e erótica, e as cenas picantes no trailer com certeza confirmam isso.

Estou muito ansioso por novas informações a respeito desse título e doido pra descobrir o que diabos são aquelas ovelhas no trailer (XD). Minha hype já está alta, e espero que ela seja bem alimentada pela Atlus e fique ainda maior até o final da TGS.

Versão especial (troféus!) de Metal Gear Solid 4 (PS3)

Todos os jogos da série Metal Gear Solid receberam versões especiais com extras, então nada mais lógico do que esperar o mesmo tratamento para MGS4, certo? Infelizmente, até agora, mais de dois anos após o lançamento do jogo, nem sequer um patchzinho com suporte a troféus foi lançado – apesar do apelo dos fãs. Recentemente, Hideo Kojima disse, via Twitter, que gostaria muito de fazer uma “versão completa” do jogo com suporta a troféus e 3D estereoscópico, mas anda muito ocupado com o desenvolvimento de seu próximo projeto para fazer isso.

Duvido muito que algo a respeito de uma versão especial de MGS4 seja anunciado nessa TGS, mas, como a esperança é a última que morre (eita ditadinho velho, sô!) e essa é uma das coisas que eu mais gostaria de ver no evento, resolvi postar aqui assim mesmo. Particularmente, dispenso o suporte a 3D, mas adoraria adicionar este jogo à minha coleção de troféus na PSN. Fica registrada a minha torcida!

The Last Guardian (PS3)

Infelizmente, não tive a oportunidade de jogar ICO – pecado do qual espero me redimir com o lançamento do jogo em HD para PS3 -, mas Shadow of the Colossus é sem dúvida alguma um dos títulos mais belos, poéticos, originais e bem feitos que tive o prazer de experimentar. Fui às nuvens quando vi o anúncio e o belíssimo trailer do jogo na E3 de 2009, e me decepcionei MUITO com a ausência dele na convenção deste ano. Agora, na TGS, a Sony precisa se redimir! Esse jogo simplesmente não pode ficar de fora do evento!

Não que eu precise de algum informação pra me convencer a comprar The Last Guardian, pois, pra mim, ele é o tipo de jogo que, sozinho, faz valer a pena adquirir um Playstation 3. Porém, estou faminto por mais detalhes, imagens e vídeos do mesmo. Sei que não estou sozinho nisso, e que vários outros fãs esperam ansiosamente por mais informações sobre o jogo. Tomara que a Sony não decepcione de novo! Ah, e já vou avisando: se disserem que o bichinho morre no final, chorarei mais do que a Dakini no final de Code Geass! XD

Menções honrosas – os outros jogos que vão bombar no evento!

Marvel vs. Capcom 3: Fate of Two Worlds (PS3/X360) / Need for Speed: Hot Pursuit (PS3/X360/Wii/PC) / El Shaddai (PS3/X360) / Metal Gear Solid: Rising (PS3/X360) / Vanquish (PS3/X360) / Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm 2 (PS3/X360) / Kingdom Hearts Re:coded (DS) / Tactics Ogre: Let Us Cling Together (PSP) / The 3rd Birthday (PSP) / Final Fantasy XIV (PS3/PC) / Tales of Graces F (PS3) / Okamiden (DS) / Call of Duty: Black Ops (PS3/X360/Wii/PC) / Quantum Theory (PS3/X360) / Shining Hearts (PSP) / Alice: Madness Returns (PS3/X360/PC)

E isso fora as possíveis surpresas! Resident Evil 6? Uncharted 3? Novos RPGs da Square? Vocês, o que mais esperam?

Written By
More from Dakini

Wallpaper de ontem: Castlevania: Lords of Shadow!

Não perguntem! Nossa, que confusão por aqui. Primeiro, tempestade horrenda e cai...
Read More