Jogando

Live Arcade: Street Fighter III – Third Strike Online, Hole In The Wall e Crazy Machines Elements! [X360]

A postagem está um pouco atrasada, mas aí estão os três games lançados anteontem no sistema da Live Arcade do Xbox 360. Com o fim da Summer of Arcade, os lançamentos online de quarta retornam ao normal, não se limitando apenas a um game por semana, ainda nem todos sejam dignos de atenção. Três games, um clássico, um do Kinect e um puzzle. Gêneros distintos que não competem entre si, em tese, já que em se tratando de Microsoft Points, o gamer tem sempre que regular alguns pontinhos aqui e ali, se quiser ter verba para comprar conteúdo bom quando sai ou entra em promoção. Esta semana mesmo gastei 1.200 MSP prazerosamente em alguns DLCs em promoção e na próxima semana devo gastar mais pontinhos.

Quanto aos lançamentos, acredito que nem seja necessário afirmar, mas por vias das dúvidas, Street Figher III Third Strike Online Edition é o grande sucesso da semana, seja na Live ou na PSN. O jogo realmente ficou muito bonito remasterizado nos consoles de alta-definição. A jogabilidade ficou fluida na medida certa, coisa que não achei que ficou em Super Street Fighter II HD Remix foi lançado (tanto que até hoje não o comprei, mas pretendo).  O elenco desse terceiro Street Fighter III é muito bizarro por sinal. Como não joguei o original quando ele foi lançado, é o maior barato ver a quantidade de novos personagens esquisitos num elenco de Street Fighter. Claro que alguns acabei conhecendo por meio do Super Street Fighter IV. A única coisa que não curti muito foi a tela apertadinha do game. Fullscreen, né? Não tinha jeito de adaptar o jogo ao widescreen? Se bem que fizeram isso em Marvel vs Capcom 2 e não ficou lá grande coisa (lembrando de alguns especiais bugados). Mas gostei bastante do demo, quem estiver com pontinhos sobrando na conta ou for fã mesmo de Street Fighter ou do gênero luta, vale a pena os U$ 15 cobrados pela mercenária Capcom. Eu como sou mão de vaca, vou esperar um pouco mais para vê-lo numa promoção.

Já os outros dois joguinhos, Hole in the Wall e Crazy Machines Elements, achei ambos totalmente descartáveis. Hole in the Wall é baseado num programa famoso em alguns países (veja no You Tube os japoneses brincando disso, é hilário), mas ainda assim não fiquei convencido. Mesmo utilizando o Kinect só fiquei com a impressão de ser um daqueles games onde o único objetivo é ver o jogador pagando um mico entre os familiares ou amigos. Não passa disso. Muito falso e sem propósito mesmo. Parece mais um aplicativo do Kinect Fun Labs do que um jogo em si. Quanto ao Crazy Machines Elements, quase que desisti de testar a demo devido aos loadings imensos. O jogo consiste em resolver puzzles (alguns até inteligentes e desafiadores) onde você tem um cenário onde pode interagir com alguns objetos e montar um daqueles efeitos dominó, onde um objeto desencadeia uma série de eventos que cumpre o objetivo do puzzle. Não é uma premissa ruim, mas parece um game que precisa ser melhor podado, principalmente nos malditos loadings (e nas letrinhas pequenas da tela). Se tivesse um filho pequeno, que se virasse no inglês e gostasse de puzzle, provavelmente compraria para ele, não que ele não possa agradar adultos, é claro que pode, apenas não é um gênero que tenho muita paciência mesmo. Dois jogos de 800 Microsoft Points onde não parece ter urgência para serem comprados pelos gamers, vale mais esperar caírem de preço, caso você tenha se interessado por algum deles.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!

Artigos relacionados

Fechar